<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quinta-feira, março 22, 2007
LÍDIA JORGE, HOJE
lança livro na Casa Fernando Pessoa

Combateremos a Sombra é o título do novo livro de Lídia Jorge, que conta a história de um homem que se debate com um poder que o ultrapassa, segundo a autora. «É um livro que vem na sequência dos outros que escrevi, sobre o mundo contemporâneo, sobre relações entre personagens contemporâneos, sobre a forma como o homem reage perante o mundo totalitário», revelou Lídia Jorge a propósito deste romance. O livro foi escrito ao longo de três anos, mas a ideia de o fazer era muito anterior. Ao longo de quase 500 páginas, Lídia Jorge reconstituiu três meses da vida de um homem e apostou «no combate entre o ser individual e a incógnita que o envolve». Agora, Combateremos a Sombra, um romance de «raiz urbana» cuja acção decorre no século XXI, será lançado a 22 de Março, pelas 21h30, na Casa Fernando Pessoa. Apresentação da obra por Manuel Maria Carrilho. (fonte: Diário Digital)
 
José Carlos Abrantes | 6:48 da tarde |


1 Comments:


At 8:03 da tarde, Blogger Fernando Manuel Oliveira Pinto

Aprecio muito a escrita de Lídia Jorge, uma das minhas autoras preferidas. Apaixonei-me pelo seu modo de (d)escre(ver) os mundos que nos rodeiam, ao ler "O Vale da Paixão".
Obrigado pelo "post".

Abraço,

FMOP