<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://draft.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, janeiro 10, 2005
PAULA REGO: O SENTIDO DAS IMAGENS

Vi, ontem na 2: parte de um documentário sobre Paula Rego e a exposição que se encontra em Serralves. Quase no fim a pintora fala de uma série de quadros que estão expostos na sala perto da entrada, no Museu. Essas pinturas, explica, baseiam-se em desenhos de Charcot. Esses desenhos, por vezes, revelam uma posição quase religiosa das mulheres retratadas. Charcot foi um estudioso do histerismo nas mulheres.
Paula Rego fala sobre o corpo de mulher em cima de uma cama comprida, mas estreita, e diz que não sabe o que fez, não sabe dizer o que pintou. Sabe que fez umas imagens a seguir às outras mas não sabe o que é. Resta-nos ver as imagens e estabelecer com elas alguma relação, criar o nosso sentido. É quase sempre assim, pois raramente sabemos o sentido que o autor das imagens lhes atribuiu. O que conta é, quase sempre, a nossa relação com as imagens que outros fizeram. Tenham elas ou não um sentido para os criadores, saibam ou não estes o que fizeram e porque fizeram. As imagens e nós....
 
José Carlos Abrantes | 8:06 da manhã |


0 Comments: