<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, maio 12, 2003
AS IMAGENS E AS PALAVRAS

No Público de 6a feira foi referido, numa peça de Elizabete Vilar, o último Falar Televisão. Tenho uma objecção maior à notícia pois o título "Presença do "povo" na TV é saudável para a democracia" não corresponde a um consenso que se tenha verificado entre os oradores. Algumas objecções foram levantadas por Medeiros Ferreira que avocou a legitimidade do voto dos deputados par questionar outras formas auto-proclamadas da vox populi. Outras centraram-se na exemplificação de outras televisões em que, pelo menos na informação, não se utilizam depoimentos de populares em tempo alargado e sem pertinência de conteúdo para as matérias de facto abordadas, sendo que são países onde as tradições democráticas não são menos fiáveis e profundas do que as portuguesas. Será menos discutível um outro aspecto referenciado por Eduardo Cintra Torres: com seriedade,dar voz a queixas de cidadãos para resolverem problemas de vida e de cidadania como foi feito nos melhores tempos do Praça Pública da SIC e …da Júlia Pinheiro. Mas a participação popular na televisão não é apenas este intervenção: são discursos vazios, gritarias sem fim, participações encenadas. Resta dizer que tambem não gosto dos discursos vazios, gritarias sem fim, participações encenadas quando esta vêm dos políticos e dos intelectuais….
 
José Carlos Abrantes | 1:46 da tarde |


0 Comments: