<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quarta-feira, maio 21, 2003
IMAGENS DE PUBLICIDADE

Aplaudo a solução encontrada pelo Governo para manter a publicidade no serviço público de televisão. Gosto do género em doses moderadas, acho que a dimensão mercado não deve ser banida do serviço público, embora deva ser limitada como actualmente é. Devia era ser proibida durante a duração dos telejornais da televisão pública. E estes deveriam ser obrigatoriamente reduzidos a 30-4o minutos.Mas essa é outra história.
Segundo o Público "As receitas da publicidade da RTP passam a servir apenas para financiar a dívida e para novos investimentos, nunca para a exploração corrente que deverá ser assegurada pelas verbas transferidas do Orçamento Geral do Estado (OE) e pelo remanescente da taxa de radiodifusão. O princípio consta do projecto de Lei da Televisão ontem aprovado pelo Governo."


 
José Carlos Abrantes | 8:35 da manhã |


0 Comments: