<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
sexta-feira, maio 23, 2003
IMAGENS DO BRASIL

Consegui ontem (finalmente!) ver A Cidade de Deus de Fernando Meirelles. Um filme arrasador sobre uma favela do Rio de Janeiro. Enquanto via o filme não pude deixar de trazer à memória as imagens da telenovela que agora passa na SIC, Mulheres Apaixonadas. Duas escritas opostas sobre o Brasil. E talvez o Brasil esteja no meio, entre os dois retratos, um de sangue e violência (mais na favela) outro de paixão, bem estar e…tudo bonito.
No filme gostei da narração: a estória tem uma estrutura circular pois o fim vem ligar ao princípio de uma forma muito original. E depois a voz do narrador a dar um estilo documental a esta ficção, os momentos de flash back e retoma da estória em momentos um pouco anteriores (fazendo lembrar em certos momentos o Pulp Fiction, de Quentin Tarantino). Que crueldade grassa nas favelas do Rio e como este filme ma fez sentir na pele….E, como apesar de tudo, ainda ha uma centelha de esperança para aqueles que lá habitam, simbolizada no rapaz que vira fotojornalista.
 
José Carlos Abrantes | 11:04 da manhã |


0 Comments: