<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, julho 04, 2005
IMAGENS EM EXPOSIÇÃO
Fui ontem, domingo, ver a exposição de fotografias da autoria de Helmar Lerski “Metamorfoses através da luz”. A exposição encerrou ontem. Algumas notas:

1 O mesmo rosto 140 vezes fotografado. Dá para ver como a realidade fotografada se transforma, como um rosto se transfigura pela luz, pelos enquadramentos, pelas expressões. 2 Um guia que explicava a um grupo Lerski, mas também a origem do retrato, falando de August Sander, da Bauhaus e de Jorge Molder . Nunca tinha visto na Culturgest. 3 Um dos documentos que apreciei foi uma carta de Edward Steichen a Lerski propondo-lhe a compra de algumas das fotos ou séries de fotos. Isto no ano de 1948.

IMAGENS COMO PROVA

Segundo o Expresso de sábado, as imagens captadas por câmaras de vigilância vão servir como meios de prova para actos de contra-ordenação. Assim que a lei seja aprovada, qualquer infracção registada será fixada numa fotografia de onde se retira a matrícula. Um bom exemplo de como o estatuto jurídico da imagem (que já implica uma relação de juristas e políticos com as imagens) vai depois estabelecer modificações nas relações entre infractores, polícia, tribunais, rendimentos individuais, receitas do Estado, etc.
 
José Carlos Abrantes | 12:56 da manhã |


2 Comments:


At 10:51 da tarde, Blogger sabine

O seu blogue é 200%!
Espero que nunca desista de nos contar coisas sobre as imagens, de ver coisas que não vemos.

 

At 10:51 da tarde, Blogger sabine

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.