<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quinta-feira, dezembro 01, 2005
OLHARES ESTRANGEIROS

É o título de uma exposição de fotografia que poderá ser vista até 31 de Janeiro no Espaço Fidelidade Mundial Chiado, segundo o DN de hoje.

"Foi em 1956. O fotógrafo francês Edouard Boubat tinha acabado de chegar a Portugal, instalara-se no hotel na Nazaré e, enquanto a mulher Sophie descansava um pouco, decidiu dar um passeio até à praia "Tinha chegado havia apenas meia hora e aquele homem estava ali, com a sua criança, como se estivesse à minha espera. Só tinha a minha velha Leica comigo e tirei a minha primeira fotografia em Portugal." A imagem iria aparecer na capa do seu primeiro livro, publicado no Japão e intitulado Ode Marítima, numa referência a Pessoa.

Boubat junta-se a Cartier-Bresson, Cecil Beaton, Harry Callahan, Peter Fink, George Krause, Kees Scherer, Thurston Hopkins, Brett Weston e muitos mais na exposição Olhares estrangeiros, ontem inaugurada no Espaço Fidelidade Mundial Chiado 8 Arte Contemporânea, em Lisboa. Comissariada por Jorge Calado, a exposição mostra, pela primeira vez e até 31 de Janeiro, 62 fotografias da colecção da Caixa Geral de Depósitos (CGD) com o tema "Portugal visto por artistas estrangeiros"."

A atenção dada à fotografia por bancos e seguradoras tem ajudado na maior visibilidade da fotoghrafia, arte feita para ser vista. E os olhares estrangeiros pode acrescentar mais valias nos modos de nos olharmos. Pensarmos.
 
José Carlos Abrantes | 7:50 da tarde |


0 Comments: