<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
sábado, abril 01, 2006
IMAGENS INESPERADAS

Fui ver o Ninguém Sabe. É uma ficção sobre um facto real ocorrido no Japão. Um filme de um detalhe muito triste na vida moderna. Um filme cheio de grandes planos que, eles também, nos anunciam mundos de sentimentos ou prenunciam accções: uns pés que se levantam numa cadeira anunciam a queda de um corpo, um vestido da mãe que se puxa por baixo de uma porta leva a afetividade perdida para dentro do esconderijo. A tranquilidade ombreia com a inquietação. E sabe bem ver outro estilo de olhar, outros estilos de interpretar, outros estilos de narrar.

"Ninguém Sabe
Título original: Dare mo Shiranai / Nobody Knows
De: Hirokazu Koreeda
Argumento: Hirokazu Koreeda
Com: Yûya Yagira, Ayu Kitaura, Hiei Kimura
Género: Dra
Classificacao: M/12

JAP, 2004, Cores, 141 min.

argumento
Quatro crianças vivem com a mãe num pequeno apartamento em Tóquio. São todas filhas de pais diferentes e a mãe escondeu a existência de três delas do senhorio. Um dia a mãe desaparece, deixando apenas algum dinheiro e um bilhete em que pede ao mais velho para tomar conta dos irmãos. E assim começa a odisseia das quatro crianças, uma jornada de que ninguém sabe. O filme inspira-se num facto real que ficou conhecido como "o caso das quatro crianças abandonadas de Nishi-Sugamo", em 1988. As crianças nunca tinham ido à escola nem tinham existência legal, pois a mãe nunca registara os nascimentos. Yagira Yuya, que interpreta o mais velho dos quatro irmãos, ganhou o Prémio de Melhor Actor em Cannes."

do PUBLICO.PT
 
José Carlos Abrantes | 11:25 da manhã |


0 Comments: