<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
terça-feira, fevereiro 10, 2004
OLHAR História do olhar

O olhar tem sido historicamente construído. Hoje não vemos o mesmo que ontem, amanhã veremos diferente de hoje. E isto não apenas pela mutação do mundo visto. Também porque os nossos modos de ver se alteram, se ajustam a novos enquadramentos tecnológicos, se modificam por concepções epistémicas que se vão sucedendo no tempo ou, mesmo, apenas, por mudanças psicológicas ou de estados de alma.

O renascimento procurou ver como o olho humano via. Tal atitude mostrou um mundo diferente pela criação de regras de representação em perspectiva até entao desconhecidas. Mas não foi apenas a técnica de representação que mudou. Mudou também o que passou a ser representado. As cartas do mundo foram-se tornando mais precisas pois as costas foram sendo esquadrinhadas pelos marinheiros. Veronese foi chamado à Inquisição por nos seus quadros representar criados e cães, ausentes da pintura de então. Veronese defendeu-se. "Pinto o que vejo", respondeu. Só que, até então, os pintores não representavam o que viam nem como viam.

Sabemos também como a fotografia, surgida na primeira metade do século XIX, alterou os modos de ver, dando uma objectividade nunca vista às representações da realidade; como Manet, o impressionismo e o post-impressionismo deram vida a novos modos de representação; como o cinema, criou lentamente uma linguagem, primeiro visual, depois também sonora, para exprimir pontos de vista, movimentos, realidades e ilusões. Temos presente como a arte do século XX foi privilegiando a expressão, a performance, o objecto quotidiano, dando origem a novos olhares do lado dos criadores, mas influindo também na criação dos gostos dos públicos.

Esta breve passagem pela dimensão historica do olhar tem, obrigatoriamente, que referir os olhares que a televisão forjou. "A TV não é o espelho da sociedade: a televisão é a Casa dos Espelhos da sociedade - tanto mostra o que é como é, como aumenta, desfigura, ridiculariza-se, ridiculariza-nos, brinca, desforma, inventa, ficcionaliza." (Torres, 2000). Os olhares do design, da BD, das webcam, das imagens virtuais mostram como os recentes dispositivos vão construindo novas formas de ver.
 
José Carlos Abrantes | 11:00 da tarde |


0 Comments: