<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d4000921\x26blogName\x3dAs+Imagens+e+N%C3%B3s\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dLIGHT\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://asimagensenos.blogspot.com/\x26vt\x3d8145402830606333396', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
segunda-feira, agosto 25, 2003
CORPO

Já várias vezes me referi a relações das imagens com o corpo. A imagem médica, por exemplo, tem uma relação directa e funcional com o corpo (radiografias, ecografias, TACs, actos de cirurgia,…). A arte também tem privilegiado a imagem do corpo (na fotografia, no cinema, na performance, na pintura (ainda recentemente escrevi sobre Courbet e a sua Origem do Mundo).
Segundo o DN, morreu John Coplans"O artista que gostava de auto-retratos sem rosto. John Coplans queria ser pintor e tornou-se crítico de arte, comissário e editor de uma revista influente. Mas é pelas fotografias das suas mãos, pernas e torso que será recordado. Uma paixão tardia, que nas últimas duas décadas o levou a cartografar o corpo em grandes formatos e a assumir, sem pudor, todas as marcas deixadas pelo processo de envelhecimento. Faleceu na passada quinta-feira, num hospital de Nova Iorque, vítima de doença prolongada. Tinha 83 anos."
O texto, da autoria de Paula Lobo, lembra que os sectores legitimadores da arte (museus, exposições e crítica) apaludiram a obra de John Coplans, "caso da Gulbenkian, que em 1992 lhe organizou a mostra Autoportraits."

Um livro de John Coplans
A Body of Work : self portraits, 1999

Um site com imagens da obra de John Coplans
 
José Carlos Abrantes | 11:43 da manhã |


0 Comments: